Estudantes e funcionários do INSP se reúnem em treinos de artes marciais


Boxe, muay thai, kung fu, jiu jitsu, judô. Independente da modalidade de artes marciais, elas podem proporcionar muitos benefícios à saúde de quem pratica como aliviar o estresse, a ansiedade e ainda contribuir para sua coordenação motora.


Desde o início do semestre, alguns estudantes e funcionários reúnem-se após o horário letivo para praticar jiu-jitsu. Dentre eles, o estudante Bruno Salomão, do 8º ano do INSP Max, que é atleta federado e usa os treinos como complemento de sua habilidade. Desde o início do ano, Bruno já conquistou três medalhas sendo elas de campeão sulamericano, campeão da competição regional e vice-campeão do Open de Jiu-jitsu.


Um dos idealizadores do projeto é faixa-roxa na modalidade, o educador responsável pelas aulas de Robótica, Moisés Fonseca, conta que um dos objetivos é mesmo praticar a arte suave como um método de relaxamento e de oportunidade para aqueles que já praticam o esporte e querem treinar com os amigos. "Todos estão aqui para aprender uns com os outros. Esse é um dos pilares das artes marciais, onde seu amigo cede para que você aprenda e vice-versa", explica Moisés. Além dele, o professor de Língua Portuguesa, Flavio Queiroz, também auxilia no projeto.


As atividades são realizadas no horário após os períodos de atividades letivas. Para maiores informações, é necessário entrar em contato com o educador para saber os dias e horários dos treinos.