INSP entra na luta pelo combate ao cyberbulling.

Ciente da crescente preocupação das famílias em relação aos perigos oferecidos pelo mundo digital às crianças e adolescentes, o INSP incluiu algumas atividades no seu projeto de Robótica voltadas para a conscientização em relação ao tema. Uma delas foi uma roda de conversa, promovida para os estudantes dos 4° e o 5° anos do INSP Júnior debaterem o cyberbulling. Em seguida foi proposto um jogo, através do qual os alunos puderam vivenciar, na prática, o que aprenderam na roda.

O material utilizado na dinâmica é produzido pela Zoom Educação, uma entidade que desenvolve e implementa soluções educacionais e inovadoras com a metodologia do aprender fazendo. Através de uma plataforma online, chamada Movimentos Mobilizadores da Educação, são propostos temas atuais e relevantes para serem trabalhados de maneira diferente e divertida pela comunidade escolar.

E por que o cyberbulling? “Nossos alunos usam seus celulares e computadores diariamente e nem

sempre conseguimos acompanhar o que eles acessam. A melhor alternativa é educá-los para que usem a internet de maneira ética e segura”, explica Moisés, professor de robótica

A iniciativa serve ainda como um apoio às famílias, que nem sempre sabem como agir diante de questões contemporâneas como os problemas virtuais. O INSP acredita que envolver os adolescentes e seus responsáveis no debate dessas questões é uma maneira de contribuir para a busca de soluções para esses inconvenientes.

MEUS POSTS DESTACADOS

MEUS POSTS RECENTES

ESCREVA PARA NÓS

Seus detalhes foram enviados com sucesso!