No INSP, a tecnologia impulsiona a leitura e a escrita


Unindo a linguagem computacional ao exercício da escrita, as turmas do 4° ano do INSP Júnior soltaram a criatividade para criar narrativas de forma lúdica e muito divertida. A proposta, desenvolvida no projeto Na Ponta do Lápis, é usar o ambiente virtual para estimular o gosto pelos hábitos de leitura e escrita.

Usando o programa SCRATCH, os estudantes deram vida às suas histórias criando cenários e personagens animados para, em seguida, registrar a narrativa em papel.

Além de fazer parte do cotidiano dos estudantes, a linguagem computacional estimula a criatividade, o raciocínio lógico e matemático, a socialização, ensina a lidar com frustrações e ajuda a organizar os pensamentos, entre outras vantagens.